14 de março de 2011

vão mas é trabalhar!

O que fazem um funcionário público e um emigrante numa tarde de Segunda-Feira?

Mesmo que isto já fosse mau...


...na realidade, trabalhar não é definitivamente com eles:



















Foi o funcionário público que começou.



4 comentários:

Jorge disse...

ui... funcionário público. ainda gosto menos dessa corja do que de emigrantes. por mim era tudo a marchar para a polónia.

Jorge disse...

e acho feio chamares isso à dri sandrina costa. nem a conheço!

Tiago FM disse...

E tu, não tens uma aula sobre a estética da Revolução Francesa para preparar?

Jorge disse...

não. passo a Maria Antonieta e pronto. quem percebeu, percebeu. quem não percebeu, vá mas é ganhar a vida. ou marche para a polónia. tanto faz.