14 de março de 2011

o que faz falta



São demasiados os momentos repugnantes para uma expressão tão forte e importante.
Sejamos um povo mais soberano na exigência e na sua manifestação.

1 comentário:

Jorge disse...

tens razão. mas o que mais me repugna é a cobertura que foi feita. sempre à procura do 'cromo', do disparate, do insignificante. e a manifestação foi bem mais que isso.

surpreendeu-me a vários níveis. e surpreendeu muitos, que reagiram com uma agressividade bem cínica.

digo só isto. passaram 48 horas. a maior manifestação de descontentamento de que há memória. a ver os jornais, as tv's, fico com a sensação que nada se passou. foi assim tipo o 'rock in rio'.