16 de novembro de 2011

sempre com 'h' minúsculo

Nunca percebi o orgulho nacional. Sempre me pareceu bacoco, desajustado, ridículo. Por estes dias torna-se até absurdo. Sobretudo por se inspirar no futebol. E lamento. Lamento que vá recomeçar o circo da selecção. Há uns dias a pior, agora, subitamente, a musa inspiradora de tanta verborreia. Até desta.


Num momento em que se fala em acabar com os feriados do 5 de Outubro e 1º de Dezembro, cansa ouvir e ler tanta gente orgulhosa. Não se sabe bem em quê, pois não é certamente na sua História. Mas assim vamos indo, cantando e rindo, como sempre ouvi dizer.


E desculpem. Desculpem não partilhar o vosso entusiasmo. Mas ele é quase tão patético quanto o vosso orgulho.

1 comentário:

L.Gato disse...

Bastante mais importante que estas manifestações de nacionalismo bacoco, é essencial conhecer os erros cometidos e as nossas merdas. Para evitar o nacionalismo repetitivo.

Grande post e grande abraço, amigo Jorge.