12 de dezembro de 2010

As minhas aventuras em Porto - II



Não frase:


"O ministério fica à beira da embaixada."


8 comentários:

Jorge disse...

Consegui parar de rir o tempo suficiente para escrever este comentário. Agora vou voltar.

azul disse...

oube lá!!!!
aqui é consulado! não tens um avião para apanhar? e tu, tu que ainda não paraste de rir..vai comer húngaros não verdadeiros à Namur, vai!

Jorge disse...

olha, olha, a Namur. vieste a Lisboa pedir visto, foi?

azul disse...

só se for para não pagar portagens Douro acima.acima! há lá coisa mai'linda? ai gato vadio! ai tarte boa da casa de ló! pronto, tá bem, dou guarida ao pÔbo aí abaixo das beiras, vá! venham mais cinco!

azul disse...

e a namur, vá-se lá saber, veio ter comigo! eu não sei..compreendes isto? hmm..

Jorge disse...

a especialidade da Namur, claro está, são os visigodos. suevos e húngaros não se dão bem com o sol.

azul disse...

agora ri-me muito.
**
de pré-históricos e cabeludos a comer com as mãos percebes tu bem..

Tiago FM disse...

O problema dos húngaros verdadeiros é que quando se os come com as mãos fica-se todo lambuzado.

Deve de ser do recheio.